.Rio de Janeiro.

“Na verdade eu tenho saudade do que um dia fomos nós. Tenho saudades do tempo em que amar você era um fator inquestionável, bastava abrir os olhos. Tenho saudade de quando eu podia olhar pra você sem mágoas, sem desconfianças. Tenho saudades de sentir aquele olhar só de amor. Hoje os dias andam confusos. Não te reconheço mais. Suas cores andam outras. Te imagino nesse tempo esquecido, onde meu amor vibrava em cada uma das suas escalas. Hoje, pra te sentir perto e meu, eu preciso cada vez mais me distanciar, buscar um outro ângulo, me reencantar. Embora eu tenha sempre a esperança de um dia poder te reencontrar. Eu e meu amor puro e verdadeiro. Eu e esse meu Rio de Janeiro.”